22 de jul de 2009

O papel do Evangelizador Infantil

Imagine que somos pastores e as crianças são as ovelhas que o Senhor nos confiou dizendo:
"Apascenta as minhas ovelhas" (João 21, 17).

Apascentar = alimentar / cuidar / conhecer / curar as feridas / proteger dos animais ferozes / trazer de volta para o aprisco / orientar / supervisionar / cuidar nas doenças / fortalecer a que está fraca.
Necessidades das Crianças

O ministério com crianças demanda um entendimento das necessidades por faixa etária. Como Deus projetou a criança? Como são nossas crianças? Lucas 2.52 revela que Jesus crescia em sabedoria (intelectualmente); em estatura (fisicamente); em graça para com Deus (espiritualmente); e em graça para com os homens (social e emocional). As crianças desenvolvem-se a diferentes graus de velocidade em áreas diversas e sempre devem ser tratadas como indivíduos.

As crianças têm seis necessidades muito gerais. Estas também devem se consideradas quando se ensina a Palavra de Deus.

Uma criança precisa de amor.

Seja agradável. Chame a criança pelo nome.
Toque, abrace, afague para transmitir amor.
Ouça quando a criança falar.
Fique ao nível dos olhos da criança.
Com freqüência faça elogios ou dê incentivo especificamente.

Uma criança precisa se sentir segura.

Seja positivo.
Seja coerente na disciplina.
Empregue atividades conhecidas pelas crianças.

Uma criança precisa se sentir aceita.

Permita que as crianças escolham as atividades.
Aceite as crianças mesmo que elas tenham sentimentos negativos.
Aceite a criança mesmo que você não consiga aceitar o comportamento dela.
Direcione a conversa ao amor de Deus pela criança.

Uma criança precisa de disciplina.

Elogie e incentive com coerência e especificidade.
Seja o modelo de comportamento que você espera de suas crianças.
Permita que as crianças experimentem as conseqüências lógicas do mau comportamento (as conseqüências devem estar de acordo com o mau comportamento).

Uma criança precisa de independência.

Disponha várias atividades de aprendizagem à escolha.
Coloque todos os materiais e equipamentos no nível do alcance delas.
Não faça o que a criança pode fazer.
Faça perguntas, direcione a conversa para ajudar a criança a fazer as coisas sozinhas.

Uma criança precisa do reconhecimento do seu valor.

Fale com a criança, à altura do olhar dela.
Não dê apelidos à criança.
Seja educado com cada criança (”por favor”; “obrigado”).
Lide com problema de mau comportamento em particular, e nunca na frente do grupo inteiro.
Estimule as relações adequadas entre professor e aluno para garantir o passa tempo com cada criança.
Ao satisfazer essas necessidades, os evangelizadores e pais não apenas falam sobre a Palavra de Deus, mas também servem de modelo do que ela diz, e ser exemplo é método muito importante para ensinar as crianças a verdade de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!