23 de mai de 2010

Sem as efusões constantes do Espírito Santo, a Igreja seria como um barco à vela ao qual falta o vento

.


Este meio-dia, depois de ter celebrado a Santa Eucaristia na Basílica de São Pedro na Solenidade de Pentecostes, o Papa Bento XVIrezou o Regina Caeli com milhares de peregrinos que se encontraram na Praça de São Pedro, e em suas palavras de introdução recordou a necessidade que tem a Igreja das efusões do Espírito Santo para poder cumprir sua missão de anunciar o Evangelho em todo mundo.

“Sem as efusões constantes do Espírito Santo, disse Bento XVI, a Igreja seria como um barco à vela ao qual falta o vento”, disse o Santo Padre.

O Papa afirmou que os Concílios são um exemplo nos que se dá uma especial efusão do Espírito Santo, e recordou o Concílio Ecumênico Vaticano II. Entre seus exemplos de efusão do Espírito também citou o “celebre encontro dos movimentos eclesiásticos com o Venerável João Paulo II na festa de Pentecostes de 1998”-

“A Igreja –acrescentou- conhece inumeráveis ‘Pentecostes’ que vivificam as comunidades locais: as Liturgias, em particular aquelas vividas em momentos especiais para a vida da comunidade, nas que a força de Deus é percebida em modo evidente infundindo nos ânimos alegria e entusiasmo”.

Em seguida Bento XVI citou os “encontros de oração, em que "os jovens sentem claramente o chamado de Deus” e ressaltou que “não há Igreja sem Pentecostes. E gostaria de acrescentar: não há Pentecostes sem a Virgem Maria, como nos refere o livro dos Atos dos Apóstolos" – disse o pontífice, afirmando ter sido testemunha disso em Fátima, poucos dias atrás, durante sua viagem apostólica a Portugal.

“O que viveu aquela imensa multidão, na esplanada do Santuário, onde todos éramos um só coração e uma só alma, senão um renovado Pentecostes? No meio de nós estava Maria, a Mãe de Jesus. Esta é a experiência típica dos pequenos ou dos grandes santuários marianos, como Lourdes, Guadalupe, Pompéia, Loreto: onde quer que os cristãos se reúnam em oração com Maria, o Senhor doa o seu Espírito.”.

Seguidamente o Papa fez um convite a todos os cristãos a estar “espiritualmente unidos à Mãe de Cristo e da Igreja invocando com fé uma renovada efusão do divino Paráclito. Invocamo-la para toda a Igreja, e particularmente neste Ano Sacerdotal, para todos os ministros do Evangelho, para que a mensagem da Salvação seja anunciado a todas as pessoas”.

Depois de ter rezado o Regina Caeli o Papa saudou os presentes em diversos idiomas e repartiu sua Bênção Apostólica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!