30 de mar de 2015

Se vivemos no Espírito...

“Vivemos no Espírito quando passamos a pertencer a Cristo pelo Batismo, onde fomos inseridos no campo de atuação do Espírito Santo. Isso é fato consumado. Agora, porém, é preciso andar de acordo com o Espírito, o que não nos acontece como num passe de mágica, mas sim implica o dever de acolher suas orientações com perseverança, disciplina e responsabilidade para andarmos como Ele determina. Numa palavra, o evangelizador tem o dever de ajustar sua vida à nova realidade em que agora se encontra. Tal como o homem ou a mulher que entrou para o casamento deve conformar sua vida à realidade de alguém casado, assim também o evangelizador que, pelo Batismo, entrou para a vida no Espírito, deve andar como alguém controlado por esse mesmo Espírito.

Aquele que ama a Deus e que procura ser justo não vive na prática do pecado e, sim, para Deus em santidade. A carne deve estar subjugada ao Espírito, pois, para o cristão, o Espírito é Senhor e a carne é serva. O evangelizador não deve ser o que deseja a sua carne e sim, o que o Espírito quer, pois este manda na carne. É assim que se vence a carne: através do Espírito que nos vivifica. “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” (Rm 8,13).

É desta forma que veremos, em nosso ministério, o cumprimento das promessas do Senhor”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!