26 de abr de 2010

SURGIRAM NOVOS PERSEGUIDORES COM A MESMA FERIDA DE MORTE.

"SEGUNDA-FEIRA, 23 DE MARÇO DE 2009


SURGIRAM NOVOS PERSEGUIDORES COM A MESMA FERIDA DE MORTE.

Meu Deus, quem chegará até o fim? quem se conservará incorruptível em sua fé? São juízes, médicos, promotores públicos, gente de bem, estudados, todos criticando a Igreja. Até ex-padres e pseudo-freis defendendo a morte desde o útero materno. Se Deus não abreviar os dias acho que nem eu escaparei desse esfriamento da fé que se levantou com força neste 2009.

Nunca vi um homem, depois de Jesus, ser tão atacado como Bento XVI. Tudo porque ele resolveu dar um valor a vida.

Que ferida de morte é essa que não cicatriza?

Os canais de notícias espalhados pelo mundo ser humano, na ânsia de mostrar seu ódio para com a Igreja, patrocinam a distribuição de preservativos. Como se isso atacasse diretamente o Papa e os católicos. Este machucado passa longe do Vaticano. Atinge diretamente a humanidade já tão caída.

Se a Igreja não pensa nas meninas estupradas por seus padrastos, como levianamente disseram nos programas televisivos, muito menos os protagonistas do aborto pensam. Seus olhos estão voltados para uma cultura onde "eliminar", "arrancar"e "matar" fazem parte do cotidiano. Para eles, arrancar uma criança do útero é como tirar uma pessoa do reality-show. Basta votar. E diga-se de passagem que a pessoa em quem eu votei, também vota hoje pelo aborto.

Traficantes merecem misericórdia. Políticos corruptos, vestidos de servidores do povo erecem tratamento dentário nas instituições. Os ladrões merecem outras chances porque já foram crianças. Mas vamos queimar os católicos. Eles são o atraso da humanidade.

Nenhuma outra Igreja é tão atacada como a Igreja católica. Estão querendo "descascar"a Igreja e jogá-la fora. E eu terei que ir junto. Eu e você que se diz realmente católico. Talvez ainda não tenhamos percebido onde esse espírito do mundo quer chegar, mas sua meta é nos derrubar. Por isso eu fico apreensivo e me questiono: quem chegará ao fim?

Quem não desistirá no meio do caminho? Quem não se apiedará do ímpio e se associará a ele? Quem defenderá a Igreja? Quem continuará a comungar depois destas e das próximas perseguições? Eu tenho medo de falar que ficarei com Deus até o fim. Medo porque sem a Graça da fidelidade eu também desistirei. Sem o poder da Misericórdia eu vou brecar. Não dá.

Estamos nos enfraquecendo dia após dia. Em breve não teremos mais argumentos plausíveis para contrariar as afirmações sobre aborto, preservativo, contraceptivo, sexo antes do casamento...

Os novos perseguidores estão aí. Estão ávidos por carne e sangue de católicos. E o pior é que somos presas fáceis.

Olhando um pouco a história vemos que até o fim só três chegaram: Maria, João e Maria Madalena. Nem os que se sentaram à mesa com o Mestre tiveram a coragem de encarar a "barra pesada" que será "ir até o fim".

A cada entrevista que eu assisto na TV, mais vejo o carisma da Fidelidade fazendo-se necessário ao mundo de hoje. De fato, somos uma pequena parcela. Um "restinho de Israel". Mas estamos aí. E devemos estar. Em casa, se formos os únicos fiéis, que assim seja. Se no trabalho formos fiéis, que seja assim. O importante hoje não é ser o melhor e sim, ser fiel. E ser fiel não é privilégio de santos. É exercício de pecadores.

Quando me perguntam quantas pessoas existem na Beatitudes, eu respondo assim: Vá numa praia, num dia de muito vento. Com sua mão, pegue o maior punhado de areia e levante acima de sua cabeça. Abra a mão e deixe o vento levar o que ele quiser. Aquilo que sobrar é Beatitudes. Fiéis serão sobras. Contudo, tomarão o vinho do final da festa da Caná eterna."





Atualíssimo!!!


Do blog Partilhas De Um Fundador, do Silvinho Zabisky - Comunidade Beatitudes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!