21 de dez de 2008

Nascimento de Jesus

José Augusto Siebra (meu bisavô)

Meia-noite, meia-noite!
Acorda, escuta Belém!
Canta o galo anunciando
Que nasceu o Sumo Bem.

Numa pobre manjedoura
Entre os irracionais
Nasce o sol da meia-noite
Para a glória dos mortais.

Nasce pobre. O pobrezinho
Não tem berço e nem cortina
Sente frio, está envolto
Numa faixa muito fina.

Chora Jesus pequenino
Fitando o olhar materno
E ao seu vagido divino
Acorda e treme o inferno.

Chora Jesus. Lá no céu
Brilha a estrela do Senhor
Anunciando ao mundo
Que nasceu o Redentor.

Nasceu pobre cá na terra,
Aquele que fez o céu
Mas se ouve nas alturas
Glória in excelsis-Deo

Mensageiro do Senhor
Descendo lá das alturas
Vêm trazer a boa nova
Para as pobres criaturas.

Ao chegar os pastorinhos
Com presentes carregados
Jesus estende os braçinhos
Sorri aos recém-chegados.

Apenas no horizonte
Brilha a loura madrugada
Correm todos pressurosos
para a gruta anunciada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!