12 de abr de 2012

Um testemunho A FAVOR DA VIDA


Eu estava grávida do Igor, meu primeiro filho e no 4º mês foi detectado um atraso no crescimento, afetando todo processo de desenvolvimento dele. Com ANENCEFALIA , desvio de coluna, os pezinhos tortos. 

Na tentativa de salvar meu filho acreditei na médica que disse que ele não tinha possibilidade de vida dentro de mim, que iríamos tentar um parto prematuro, até que toda preparação estivesse sendo feita para eu entrar na sala de cirurgia, descobri que o bebê também não tinha chance de vida fora de mim e que viria falecer logo que nascesse. 

Alguns médicos já reunidos tentando decidir por mim sem meu conhecimento. Minha família soube e então ENTRA EM AÇÃO À FAVOR DA VIDA, pois assim como eles pensavam, era também a minha decisão. ACREDITEI NUM MILAGRE, MAS DEIXEI DEUS SER DEUS e decidir o que fazer. Então recebi a noticia já internada e com todos os preparativos para o parto, a médica disse que a cirurgia seria um aborto, pois o Igor não iria sobreviver e eu precisava autorizar judicialmente para continuar o procedimento, pois os médicos já estavam prontos defendendo o aborto, que segundo eles era um absurdo levar a gestação diante do diagnóstico. TENTARAM NOS CONVENCER de todas as formas que ESSA ERA A MELHOR SOLUÇÃO!!! 
Naquele momento tive sim muita tristeza, havia mais possibilidade de morte do que vida, mas Deus estava lá, era o Senhor da história. O Igor com uma missão linda de nos ensinar amar até o fim incondicionalmente. 
Pensei ainda que levando a gestação até o fim, se o Igor vivesse por duas horas que fosse ou menos, será que não teriam crianças aguardando doação de órgãos para viver? Os órgãos eram normais e já estava com 6 meses. Seria outra missão lindíssima, quantos de nós dariam a vida para que outros a tivessem? SOU A FAVOR DA VIDA e não tenho direito de decidir quem vai viver, embora corresse riscos de vida decidi ir até o fim. Não gerei sozinha!

“Vou publicar o decreto do Senhor. Disse-me o Senhor: Tu és meu filho, eu hoje te gerei.” 
Salmos 2,7

Percebi que no dia 25/04 um movimento estranho em minha barriga me dava certeza que ele tinha morrido, ERA MEU ANIVERSÁRIO. Então em 26/04 uma ultrassom confirma óbito fetal (inicia ali um lindo processo de conversão).

Uma missão que muitos levam anos para entender, Igor em seu pouco tempo a cumpriu, e parece que pouco se aprende sobre isso ainda, morrem sem aprender porque não tiveram a oportunidade que eu tive com meu filho que me ensinou a VIVER NO AMOR!
DEIXAR DEUS SER DEUS!!! Jesus não nos deixa sem paz se mantermos os olhos NELE. 
O IGOR FOI MINHA PRIMEIRA ALEGRIA, DEPOIS VEIO A SEGUNDA O GABRIEL, A TERCEIRA, O HENRIQUE, E A QUARTA, O TOBIAS.

“Responderá o Rei: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes.”
São Mateus 25,40

Karina Lemos dos Santos Coelho
Cuiabá

3 comentários:

  1. Olá amiga Ana Paula,
    Que testemunho lindo, de um amor incondicional...sempre digo se deixarmos Deus habitar, seja qual for o problema saimos vitóriosos!
    Abraço Fraterno!!
    Com Carinho,
    Sueli

    ResponderExcluir
  2. É um belo testemunho! Deixou-me sem palavras.
    Beijo no coração!

    ResponderExcluir
  3. qUE LINDO!! Quando deixamos Deus ser Deus em nossa vida...Lindo testemunho!!

    ResponderExcluir

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!