31 de mar de 2011

A História da Páscoa

A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. É o dia santo mais importante da religião cristã. Naquele dia, cerca de 2000 anos atrás, Deus mostrou seu amor ao homem de uma maneira única e muito importante.

Jesus nasceu de pais judeus, na província romana da Judéia, a terra hoje conhecida como Palestina e Israel. Ele ensinou as pessoas sobre Deus, curou os enfermos, e ajudou as pessoas que estavam solitárias, tristes, e injustiçadas.


Na hora marcada, um dia antes da festa judaica da Páscoa, Jesus partiu para Jerusalém com seus discípulos. 

No dia principal da festa, como Jesus se sentou com seus discípulos durante a ceia, lembrou a seus amigos que logo iria deixá-los. Deu-lhes de beber vinho e comer pão juntos em memória Dele, até o dia que Ele iria comer e beber junto com eles novamente no céu. Quando os cristãos se reúnem na Missa, eles  realizam esta cerimônia, chamada de EUCARISTIA. 

E Jesus foi com seus discípulos a um jardim fora da cidade para rezar antes do calvário, Ele sabia o que estava por vir. Sabendo que o homem foi separado de Deus por causa do seu pecado, Ele se entregou voluntariamente à dor da morte e da separação de Deus, a fim de tomar o nosso castigo em nosso lugar. Foi difícil para ele, mas ele fez isso para que todos pudéssemos conhecer a Deus e estar perto dele, sem nossos erros ficando no caminho. Uma analogia simples é que nós somos como crianças que foram ruins e merecem punição e não o privilégio de ir para o céu. Jesus, porém, é como nosso irmão mais velho que, através da Sua morte, tomou nosso castigo por nós. Ao aceitar o Seu perdão, podemos ser perdoados, uma vida amorosa e feliz Ele quer que nós tenhamos, e estar com Ele no céu depois da morte.


Assim, antes do amanhecer do dia seguinte, os príncipes dos sacerdotes, que por esta altura tinha terminado os seus planos para matar Jesus, enviaram seus guardas para o jardim onde Jesus estava orando e levaram-no cativo.



Um grupo de soldados romanos foi à procura de Jesus, prenderam, bateram muito em Jesus, eles vestiram um manto de púrpura e colocaram uma coroa de espinhos na cabeça dele. Então os soldados levaram Jesus para fora para crucificá-lo, o que significava pregá-lo numa cruz de madeira para ficar pendurado até morrer. Eles fizeram Jesus carregar a Sua cruz enorme até que ele caiu sob o peso dela. Um homem chamado Simão de Cirene ajudou Jesus a carregar a Sua cruz.

Eles o levaram ao topo de uma pequena colina chamada Gólgota, e  o crucificaram ali.



À noite, um homem chamado José de Arimatéia foi ter com Pilatos e pediu o corpo de Jesus. José e outros tiraram o seu corpo da cruz, envolveu-o num lençol, e puseram-no em um sepulcro novo, esculpido em rocha sólida, que José havia comprado para si. Uma enorme pedra foi rolada na entrada do sepulcro, e José e os outros foram embora.


Na madrugada de domingo, várias mulheres que eram seguidoras de Jesus foram ao túmulo. Quando chegaram, viram que a pedra tinha sido rolada para o lado, assim que entraram viram um jovem cujo rosto brilhava e cujas roupas eram brancas como a neve.


O homem com o rosto brilhando disse: "Não tenhais medo. Jesus não está aqui, mas Ele ressuscitou como havia dito.  


 

A partir desta história vem a tradição da Páscoa. Ela começa com a Sexta-Feira Santa, que representa o dia em que Jesus morreu na cruz, e termina no Domingo de Páscoa, que é um dia para se regozijar porque Jesus ressuscitou dos mortos. Em Sua morte Ele tirou a barreira da iniquidade que nos separa de Deus e na Sua ressurreição Ele mostrou o seu poder de nos transformar e nos dar a Sua vida nova pelo Espírito Santo. Nós só temos que pedir, e Ele fará tudo isso por nós, porque Ele sofreu, morreu e ressuscitou, só para nós.


Sim, Jesus vive! E isso não é tudo. Ele viverá no coração de quem convida-o a entrar. Ele vai perdoar os pecados e dar uma nova vida, uma vida de amor e de felicidade que fica melhor e melhor quanto mais se aprende sobre Jesus e seus caminhos através da oração e leitura da Bíblia e de outros cristãos. Ele disse:  
"Eu vim para que tenhais vida", e "A quem o Filho libertar é verdadeiramente livres" (João 10:10, 8:36). 




PARA COLORIR:


3 comentários:

  1. Oi Paula...

    Linda sua história... posso "Roubartilhar"??? rsrsrssr

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa que jeito mais lindo, simples e ao mesmo tempo completo de explicar... parabéns pelo seu trabalho, mas parabéns principalmente por compartilhar ! obrigada

    ResponderExcluir

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!