11 de jan de 2009

Uma menina Francesa

Era uma vez uma menina francesa, que nasceu no ano de 422... Ponha tempo nisso!
Nasceu numa cidadezinha perto de Paris, chamada Nanterre.
Os pais dela se chamavam Severo e Gerôncia... Poxa, que nomes!!!
Quando Genoveva tinha 8 anos, aconteceu que dois bispos, Dom Germano e Dom Lupo, foram enviados como missionários franceses para a Inglaterra.
Pois é... E o que isto tem a ver com a nossa história?
É que a cidadezinha da Genoveva era caminho para os bispos e o povo foi todo às ruas, para se despedir dos missionários. Foi aí que, no meio da multidão, Dom Germano viu aquela menininha sardenta, de mãos dadas com os pais. Chegou para eles e disse, sem mais nem menos:
- Felizes são vocês, porque possuem essa menina. Ela será grande diante de Deus. E atraídos pela virtude dela, muitos pecadores abandonarão o caminho de pecado e seguirão a Jesus Cristo.
Então, ele baixou-se para ficar do tamanho da menina e deu um recado de Jesus a ela (É que o bispo sabia escutar Jesus no coração, este é um dom do Espírito Santo). Disse:
- Genoveva, fuja da vaidade do mundo e procure a felicidade em praticar coisas boas...
Deu a ela uma medalha que tinha a Cruz e disse:
- Leve esta medalhinha como lembrança minha. Sabe, eu convido você, por amor a Jesus, a ser diferente das outras meninas, a não se enfeitar de colarzinhos, anéis, brinquinhos de ouro e pedrinhas coloridas. É porque Jesus quer enfeitar você de coisas muito mais bonitas, de uma beleza que a gente só acha no céu. Mas para isto, você precisa não ligar mais para os enfeites deste mundo.
Genoveva deu a palavra:
- Ta bom!
Depois, o Bispo foi embora, mas tinha lançado o desafio... Agora dependia da Genoveva ser santa ou não.

GENOVEVA LEVOU A SÉRIO
A menina levou a coisa muito a sério, tanto que todos os dias queria ir à Igreja, ainda mais agora, pois já sabia que Jesus era seu amigo.
Mas o que a fazia ir tanto à Igreja?
Ficava lá, aos pés do Sacrário, de joelhos, adorando Jesus, contando seus segredinhos a Ele.
A mãe, dona Gerôncia, foi implicando com aquilo, tanto que um dia ficou brava de verdade e disse:
- Hoje, você não vai!
Genoveva, então, chorando disse à mãe:
- Mas mãe, com a graça de Deus, quero cumprir com a palavra que dei a Dom germano. Irei à Igreja para merecer a honra que ele prometeu, da parte de Jesus.
Dona Gerôncia ficou tão irritada, que “lascou” um tapão no rosto da menina.
Na mesma hora, para espanto dela, a mulher ficou cega.
Só se curou, porque a menina, todos os dias com a mãozinha, fazia o sinal da Cruz sobre um pouco de água, que tirava da fonte, pedindo a Jesus que curasse a mãe,gua, que tirava da fonte, pedindo a Jesus que curasse a mãe, afinal ela já havia aprendido a lição: Agora Genoveva podia ir à igreja sempre que quizesse. Dona Gerôncia foi lavando os olhos com aquela água por um ano e nove meses, até poder ver novamente.

O TEMPO PASSOU...
Com 15 anos, Genoveva descobriu que não tinha vocação para o casamento, queria viver só em oração, trabalhando para Jesus no meio do povo e fez isso mesmo. Mais tarde acabou acontecendo o que dom germano tinha falado dela: uma vez conseguiu convencer o povo a confiar em Deus e não fugir, quando um inimigo da França, o terrível Átila, rei dos Hynos, e seu exército iam invadir Paris.
E ele não invadiu mesmo, por medo do "flagelo de Deus", pois Jesus disse à menina que "não ia deixar barato", se Átila inventasse de invadir a cidade onde morava a amiga Dele.
Depois que Átila foi embora, aconteceu por lá uma fome terrível. Não é que Genoveva emprestou um navio, foi até o rio Sena e o encheu de comida, que conseguiu ganhar pedindo para o povo de lá do outro lado do rio?! Depois fez a alegria dos parisienses, quando distribuiu os alimentos.
A mocinha, por graça de Deus, mandava até no rei da França, o rei Clóvis, conseguindo dele que desistisse de condenar à morte os prisioneiros.
Depois que ela morreu e foi morar no céu, aconteceu uma peste em Paris. Esta peste estava matando muita gente. O povo todo ficou doente. Foi então que alguém lembrou de genoveva, logo o povo de Paris começou começou a rezar assim:
- Santinha, por favor, peça a Jesus que dê um jeito por aqui.
De um dia para o outro, todos ficaram curados. É por isso que escolheram Santa Genoveva como a santa padroeira de Paris!
Quem diria que aquela menininha sardenta ia dar nisso tudo, hein?!
Só porque Genoveva acreditou em Jesus, deu sua palavra e foi fiel até o fim.

Santa Genoveva, rogai por nós!



Tia Adelita - Com. Canção Nova


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que a paz do Menininho Jesus esteja em coração! Obrigada pela visita e pelo seu comentário!

Obs: Se você escolher a opção Anônimo, no final não esqueça de colocar o seu nome! Abraço Fraterno!!