31 de dez de 2008

21 de dez de 2008

Nascimento de Jesus

José Augusto Siebra (meu bisavô)

Meia-noite, meia-noite!
Acorda, escuta Belém!
Canta o galo anunciando
Que nasceu o Sumo Bem.

Numa pobre manjedoura
Entre os irracionais
Nasce o sol da meia-noite
Para a glória dos mortais.

Nasce pobre. O pobrezinho
Não tem berço e nem cortina
Sente frio, está envolto
Numa faixa muito fina.

Chora Jesus pequenino
Fitando o olhar materno
E ao seu vagido divino
Acorda e treme o inferno.

Chora Jesus. Lá no céu
Brilha a estrela do Senhor
Anunciando ao mundo
Que nasceu o Redentor.

Nasceu pobre cá na terra,
Aquele que fez o céu
Mas se ouve nas alturas
Glória in excelsis-Deo

Mensageiro do Senhor
Descendo lá das alturas
Vêm trazer a boa nova
Para as pobres criaturas.

Ao chegar os pastorinhos
Com presentes carregados
Jesus estende os braçinhos
Sorri aos recém-chegados.

Apenas no horizonte
Brilha a loura madrugada
Correm todos pressurosos
para a gruta anunciada.

20 de dez de 2008

Natal do Grupo de Oração

Papai Noel e os "tios" do grupinho: Tia Clarinda, Tia Ruth, Tia Paula e Tio Gilmar

Um dos nossos tesouros

Papai Noel com as crianças
Papai Noel presenteando as crianças. Fizemos um cd com músicas de louvor infantis (Cantinho da Criança, Pe. Zezinho e outros). Antes contamos a história do natal e do Papai Noel.
Depois as crianças foram para o grupo dos adultos junto com o Papai Noel.

16 de dez de 2008


COMPARAÇÕES

Papai Noel mora no Pólo Norte...
Jesus mora em todo lugar.

Papai Noel anda num trenó...
Jesus andou sobre as águas.

Papai Noel nos visita somente uma vez ao ano...
Jesus está sempre presente.

Papai Noel enche nossas meias com presentes...
Jesus supre todas as nossas necessidades.

Papai Noel desce pela chaminé sem ser convidado...
Jesus bate na porta do nosso coração e espera que o convidemos a entrar.

Nós temos que esperar numa fila para ver Papai Noel...
Jesus já está próximo quando se menciona Seu nome.

Papai Noel nos deixa sentar no seu colo...
Jesus nos deixa descansar em Seus braços.

Papai Noel não sabe nosso nome, tudo o que ele pode dizer é: "Olá garotinho ou garotinha, qual é o seu nome"?...
Jesus sabia nosso nome antes mesmo de nós o sabermos. Ele sabe não só o nosso nome, Ele conhece nossa história e futuro e ainda conhece nosso coração e quantos fios de cabelo temos em nossa cabeça.

Papai Noel tem uma barriga que balança como gelatina...
Jesus tem um coração cheio de amor, graça, misericórdia e perdão.

Papai Noel nos oferece de melhor é seu conhecido: "HO, HO, HO"...
Jesus nos diz: "Deixe que eu resolvo seus problemas".

Os ajudantes de Papai Noel fazem brinquedos...
Jesus faz vida nova, consola nosso coração aflito, repara lares destruídos e constrói esperanças.

Papai Noel pode fazer-nos um agrado, mas...
Jesus nos dá alegria com Sua força.

Enquanto Papai Noel coloca presentes sob nossa árvore...
Jesus tornou-se nosso presente e morreu na cruz por todos nós.

É claro que não há comparações.

Nós devemos lembrar "Quem é" o motivo do Natal, na verdade.

Devemos recolocar Cristo no Natal, Jesus ainda é, e sempre será, a razão da comemoração desta data.

Jesus é o melhor! ELE É SEMPRE O MELHOR!


"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz."


Fonte: Multiply Lidia NVM

Contando a história do nascimento de Jesus como telejornal

1ª criança - BOA NOITE, HOJE TEMOS UM BOLETIM ESPECIAL DO NOTÍCIAS DE BELÉM
MAIS UM CENSO
Um decreto da parte de César Augusto convoca à todos que retornem cada um a sua própria cidade para alistar-se.

2ª criança - NÃO HÁ LUGAR
As estalagens e hospedarias da cidade estão lotadas. São muitas pessoas se deslocando a fim de se alistar. Não há mais lugares para atender as pessoas.

3ª criança - O MESSIAS JÁ NASCEU
Pastores do campo guardavam suas ovelhas à vigília da noite quando foram surpreendidos com um anjo falando com eles.
Este dizia trazer boas-novas de grande alegria para todo povo, que na cidade de Davi, hoje nasceu o Salvador que é Cristo o Senhor.

4ª criança - E este seria o sinal para encontrá-lo: um menino envolto em panos e deitado numa manjedoura.
Então viram exércitos celestiais dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra e boa vontade para com os homens.
Os pastores vieram a Belém e acharam o menino junto com seus pais num estábulo de animais, deitado na manjedoura como os anjos lhes disseram.
Agora são eles que glorificam a Deus contando a todos o nascimento deste menino.

3ª criança - UMA ESTRELA NUNCA VISTA
Por estes dias notou-se o surgimento de uma nova estrela no céu.
Todos estão admirados com ela, afinal de contas, não é sempre que se vê uma estrela de seis pontas.

1ª criança - O REI HERODES RECEBE VISITAS
O Rei Herodes recebeu em seu palácio em Jerusalém a visita de uns magos vindos do Oriente. Estes vieram seguindo a estrela de Davi, como vem sendo chamada, desde o Oriente até aqui.
No palácio, foram consultadas as profecias a respeito do Cristo e de onde haveria de nascer, e é justamente aqui em Belém da Judéia que essa profecia há de se cumprir.
Os magos então vindo a Belém, acharam o menino com sua mãe, curiosamente no local onde a estrela que eles seguiam parou. Então eles se prostraram e adoraram o menino, reconhecendo-o como o Messias prometido e lhe ofereceram ouro, incenso e mirra.

4ª criança - UMA FAMÍLIA DIFERENTE
A fim de se alistar em sua cidade, José da Galiléia e sua mulher Maria grávida, já avançados os dias para dar a luz, vieram a Belém. Aqui chegando não encontraram lugar nas hospedarias para ficar. Sentindo já as dores para ter a criança, foi-lhe oferecido apenas um estábulo de animais para repousar, ali então veio a dar à luz - um menino. Ela o envolveu em panos e deitou-o em uma manjedoura.
Hoje este menino é notícia, todos estão falando sobre ele, muitos dizem ser ele o Messias prometido nas escrituras.
A respeito dele está escrito: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e o seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.

2ª criança - NOTÍCIAS DE BELÉM FICA POR AQUI, E PARA TODOS OS QUE CREEM, HOJE É UM DIA DE BOAS NOVAS DE GRANDE ALEGRIA.



Fonte: http://escoladominical.net/forum/viewtopic.php?f=13&t=2275&start=45

Olha o que a Turminha do Biblincando andou aprontando!









Fonte: http://www.comdeus.org.br/biblincando/aventura/missa_galo/missa1.html


12 de dez de 2008

O tempo


A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas...
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida...
Quando se vê, já se passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo:
não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo;
a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.


Mário Quintana

6 de dez de 2008

De São Nicolau a Papai Noel

No século XVI os holandeses emigraram para os Estados Unidos levando a tradição de celebrar São Nicolau (Sinter Klass em holandês). Começa o processo de americanização, isto é, mudança de história e imagem. Lentamente desaparece a imagem do homem cheio de do amor de Deus que socorre quem precisa. Transforma-se em um velhinho simpático em um trenó puxado por renas, que dá fortes risadas e saudações e que entra pelas chaminés para deixar os presentes para as crianças boas... A popularidade mundial desse Papai Noel com jaqueta, calça e gorro vermelhos aconteceu em uma campanha publicitária da Coca-Cola em 1931.

HO HO

HO HO

O cristão e Papai Noel

As crianças esperam com ansiedade a noite de Natal para receber algum presente de papai Noel e nem sempre associam esse momento com o nascimento do filho de Deus. Por isso, é importante resgatar a bonita origem da história do bom velhinho, associando-o ao acontecimento do Natal.
A bondade de São Nicolau era o modo de agradecer a Deus pelo grande presente de Natal: JESUS CRISTO. Quem tem a Ele é bom com seus semelhantes. Para São Nicolau presentear uma criança ou necessitado era o melhor modo de testemunhar o amor de Deus. O verdadeiro amor manifesta-se por gestos. Cada pessoa é a oportunidade para amar Jesus: " Tive fome e me deste de comer; tive sede e me deste de beber; era peregrino e me acolheste; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim... todas as vezes que fizeste isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a Mim mesmo que o fizeste" (Mateus 25, 35-36.40)

O resgate da figura de São Nicolau como um dos símbolos do Natal ajuda as crianças a serem também generosoas com outras crianças.


Extraído do livro: Católico pode ou não pode? Porquê? - Pe. Alberto Gambarini

Significado de mais alguns símbolos do Natal

OS SAPATOS NA CHAMINÉ - Numa noite de Natal, os irmãos Crispim e Crispiniano fugiam aos perseguidores dos cristãos. Batiam a todas as portas, mas ninguém lhes deu abrigo. Foram finalmente acolhidos por uma pobre viúva que vivia com um filho. Contentes, pediram a Deus que recompensasse a generosidade da viuva. Crispim, que era sapateiro, viu a um canto, os tamancos velhos do rapazinho. Fez um par deles novos e colocou-os à beira da lareira, enquanto a viúva e o filho dormiam.
Quando estes acordaram, repararam que os hóspedes tinham desaparecido e na lareira estava um par de tamancos novos a transbordar de moedas de ouro. Esta é a lenda.

CARTÕES DE BOAS FESTAS - Henry Cole, o fundador do Museu Vitoria de Londres, aflito com imensos negócios, não conseguia tempo para escrever as tradicionais cartas de "Boas Festas".
Era o Natal de 1843.Teve então uma ideia: os amigos receberiam apenas um cartão impresso. Para isso, chamou um pintor, Horsley, encarregando‑o de preparar os originais, que depois foram impressos. A principio a moda não pegou, pois não eram muito bonitos. Mas surgiram depois cartões natalínos mais bonitos, que conquistaram a simpatia geral.

O PAPAI NOEL (Em Portugal, "Pai Natal") - A historia do Papai Noel é baseada num fato verdadeiro. No século IV, um bispo chamado Nicolau tinha o costume de distribuir discretamente presentes aos pobres. Mesmo depois da sua morte, espalhou-se na Holanda o costume das crianças colocarem os sapatos à porta de suas casas, esperando a visita de São Nicolau. Faziam-no na noite de 5 para 6 de Dezembro, que era o dia da festa do Santo. Mais tarde, este costume mudou para a noite de Natal a passou-se a chamar Papai Noel àquele que ia levar os presentes.

NOITE FELIZ - Esta famosa canção de Natal foi composta nas vésperas de Natal de 1818, numa aldeia dos Alpes. "Noite Feliz" nasceu por acaso. Nas missas da meia-noite, as pessoas estavam acostumados a ouvir a melhor música. Na aldeia Austríaca de Oberndorf descobriu-se que o órgão tinha sido estragado pelos ratos e não havia possibilidade de o reparar a tempo. Surgiu então a ideia de compor uma canção para ser acompanhada a violão. O compositor foi um professor chamado Franz Xavier Gruber; o padre fez os versos. Cantada pelas crianças, espalhou-se por todo o mundo.

ÁRVORE DE NATAL - A tradição da árvore de Natal é de origem germânica. S. Bonifácio (século VIII) adotou-a para substituir os sacrifícios do carvalho sagrado ao deus pagão Odin. O Santo impôs o costume de se oferecer uma árvore ao Deus Menino. Utiliza-se o pinheiro e o abeto. A escolha destas árvores tem uma explicação. Sendo árvores de folha perene, simbolizam a vida eterna que é um dom de Jesus ressuscitado. A cor verde dos suas folhas são um sinal de esperança. Utiliza-se também o azevinho. Esta planta era para os romanos um símbolo de paz e felicidade.

25 DE DEZEMBRO - A data do nascimento de Jesus é desconhecida. O dia 25 de Dezembro foi estabelecida por volta do século IV Escolheu-se esta data para dar um sentido cristão a uma festa pagã que existia em Roma, a festa do Sol. No ano 274, o imperador Aureliano oficializou o culto do Sol. Mandou construir um templo em sua honra a fixou a sua festa a 25 de Dezembro. Era neste dia, o solstício de Inverno, em que os dias começavam a aumentar e a ter mais . «sol». Os cristãos passaram então a festejar um outro "sol": Jesus, a " Luz do mundo".

PRESÉPIO - O vocábulo presépio é de origem hebraica e significa a manjedoura dos animais. A palavra usava-se para significar também o curral. O Evangelho de S. Lucas diz que Jesus nasceu num curral de animais. Calcula-se que a primeira pintura do presépio data do ano 380. Foi descoberta nas catacumbas, em Roma. Foi, porem, Francisco de Assis que, a partir do ano 1223, criou o costume de se fazerem presépios. Resolveu fazer um presépio ao vivo, junto do qual se celebrou a missa da meia-noite. No nosso País (Portugal), há presépios de um grande valor artístico, como o de Machado de Castro.

MISSA DO GALO - A missa do galo é de origem espanhola. Pouco antes de baterem as doze badalados da meia-noite de 24 de Dezembro, cada lavrador da região de Toledo matava um galo, em memória daquele que cantou três vezes quando Pedro negou Jesus. O galo era depois levado para a igreja, a fim de ser oferecido aos pobres que, assim, poderiam ter melhorado o almoço de Natal. Em algumas aldeias, levava-se o galo vivo, para que ele cantasse durante a Missa. Quando cantava, todos ficavam contentes, pois era sinal de um ano novo farto a feliz.

BOLO-REI - Diz a lenda que, quando os Magos foram visitar Jesus para the oferecerem presentes, a cerca de 7 quilómetros do presépio tiveram uma discussão: qual deles seria o primeiro a oferecer os presentes? Alguém estava a escutar a conversa e propôs então uma solução: ele faria um bolo em cuja massa incorporaria uma fava (grão do tamanho de uma castanha-do-pará). Repartindo o bolo pelos três Magos, seria o primeiro a oferecer os presentes ao Menino aquele a quem calhasse a fava. Ainda hoje, quem ficar com a fava terá de dar um presente.

AS VELAS E AS LUZES - O uso de se acenderem velas na noite de Natal começou com um sapateiro alemão. Embora pobre, tinha por hábito colocar durante a noite, na janela da sua cabana, uma vela acesa para guiar os viajantes durante as noites de Inverno. Outros começaram a imita-lo no tempo de Natal. As luzes natalícias simbolizam Cristo, que um dia disse: "Eu sou a luz do mundo".

OS PRESENTES - Quando gostamos de uma pessoa, damos-lhe presentes. No Natal damos presentes às pessoas para manifestar o nosso amor por elas, pois Jesus veio anunciar a fraternidade. A data da oferta dos presentes não é a mesma em todos os Países. Na Espanha, por exemplo, são entregues no dia 6 de Janeiro, simbolizando sobretudo as prendas que os Reis Magos deram ao Menino. Em alguns Países a entrega dos presentes continua a fazer-se no dia de São Nicolau, em 6 de Dezembro.

CULINÁRIA NATALÍCIA - Na quadra natalícia usa-se uma culinária especial, conforme os costumes das diversas terras. No nosso País (Portugal) existe o bacalhau com batatas e o Peru. Dizem que foi o rei Jaime I da Inglaterra quem tornou o peru o prato principal da ementa de Natal, substituindo o porco, que lhe prejudicava a saúde. Na doceria ha uma grande variedade: as rabanadas, as filhós, o bolo-rei . Na Dinamarca prefere-se o ganso, enquanto que na Noruega o prato preferido são as costeletas. Na Noruega é servido arroz-doce, no qual costuma-se colocar uma amêndoa branca.

Hoje é dia de São Nicolau

São Nicolau, muito amado pelos cristãos e alvo de inúmeras lendas. Filho de pais ricos com profunda vida de oração, nasceu Nicolau no ano 275 na Ásia Menor. Tornou-se sacerdote da diocese de Mira, onde com amor evangelizou os pagãos, mesmo no clima de perseguição que os cristãos viviam.
São Nicolau é conhecido principalmente para com os pobres, já que ao receber por herança uma grande quantia de dinheiro, livremente partilhou com os necessitados. Certa vez Nicolau sabendo que três pobres moças não tinham os dotes para o casamento e por isso o próprio pai, na loucura, aconselhou a prostituição, jogou pela janela da casa das moças três bolsas com o dinheiro suficiente para os dotes das jovens.

Daí que nos países do Norte da Europa usando da fantasia viram em Nicolau o velho de barbas brancas que levava presentes às crianças no mês de dezembro.

Sagrado bispo de Mira, Nicolau conquistou a todos com sua caridade, zelo, espírito de oração, e carisma de milagres. Historiadores relatam que ao ser preso, por causa da perseguição dos cristãos, Nicolau foi torturado e condenado a morte, mas felizmente se salvou em 313, pois foi publicado o edito de Milão que concedia a liberdade religiosa.

São Nicolau participou do Concilio de Nicéia, onde Jesus foi declarado consubstancial ao Pai.

Nicolau faleceu no dia 6 de dezembro de 342 em Mira com fama de santidade e de instrumento de Deus para que muitos milagres chegasse ao povo.

Sua generosidade se espalhou, e as pessoas recorriam a ele em suas necessidades. Com sua morte os milagres começaram a se multiplicar, assim como sua fama.
Em muitos países da Europa e de outros continentes, devido ao gesto de presentear quem necessitava, foi transformado em dos símbolos da festa de Natal.

Prece

Senhor, pelos méritos de São Nicolau, concedei-me a graça da bondade e zelo para com os mais aflitos, necessitados e em especial para com as crianças. Que eu saiba aprofundar em mim os dons que me destes, colocando-os em prática. Livrai-me da omissão e da preguiça. Amém.
São Nicolau, rogai por nossas crianças!
São Nicolau, rogai por nós!

SÃO NICOLAU PARA COLORIR:


4 de dez de 2008

Símbolos do Natal para colorir

























RCC está mobilizada. Ajude, você também!

Irmãos e irmãs,
A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo!
É com preocupação que estamos acompanhando a dramática situação enfrentada por milhares de pessoas em Santa Catarina.
O Conselho Nacional da RCC se solidariza com a dor desses irmãos. Estamos em contínua intercessão e atentos às necessidades deles.
A Renovação Carismática Católica em Santa Catarina está mobilizada. O coordenador estadual, Pedro Manoel, tem feito constantes apelos, solicitando ajuda de todos! Muitas pessoas da Renovação Carismática foram atingidas por essa tragédia. Que ninguém fique indiferente ao drama de nosso povo (leia a carta do coordenador de SC abaixo).
Estamos sendo convocados a assumir, de diferentes maneiras, a cruz de nossos irmãos. Não fiquemos insensíveis!
É hora de dobrarmos nossos joelhos, levantarmos um grande clamor ao Senhor! E é hora, também, de estendermos nossas mãos e ajudar!
Isso é atitude de quem faz parte da Cultura de Pentecostes! Entre as comunidades primitivas, nos esclarece o livro de Atos dos Apóstolos, não havia necessitados porque os cristãos partilhavam. Mais do que nunca devemos ter gestos concretos de amor!
Além da ajuda material, como batizados no Espírito Santo, tenhamos palavras de consolo a quem, de uma hora para outra, viu familiares morrendo, bens sendo perdidos. Temos de ir ao encontro das vítimas e oferecer do que dispomos.
Usemos, neste momento, os dons que o Espírito nos concedeu. Sejamos generosos na partilha e tenhamos em nossos lábios palavras sábias para consolar o maior número possível de pessoas.
Isso faz parte da nossa missão! Em Cristo, com a intercessão da Mãe, que nunca nos abandona,


Marcos Volcan
Presidente do Conselho Nacional da RCC


Leia, abaixo a carta escrita pelo coordenador da RCC de SC Pedro Manoel da Silva:


Irmãos,
Hoje consegui informações de que a Coordenadora Diocesana da RCC de Blumenau, Elena, perdeu totalmente sua casa com todos seus pertences, e a casa em que se abrigava ela teve que abandonar por determinação da defesa civil. Agora estamos sem notícias dela.
Consegui informações também de que o Roberto, coordenador da RCC da Arquidiocese de Florianópolis teve sua empresa afetava praticamente na sua totalidade, e teve que abandonar sua residência para se abrigar em casa de familiares.
Assim, fico imaginando como cada um desses milhares de irmãos tem se virado diante de tão grave situação em que se encontram. Cada um vive momento dramático. Sem alimentos, água, agasalhos e energia. Fico também me perguntando o que eu poderia fazer mais e me sinto impotente, o que me incomoda, pois mesmo que eu quisesse me deslocar até lá não chegaria, pois as estradas estão todas interditadas e a polícia federal impede o acesso.
Então irmãos, gostaria de desabafar minha angústia e pedir a ajuda de vocês, através de suas orações em prol deste povo sofrido que passa fome, sede e frio além de muitos terem perdido seus familiares.
Santa Catarina precisa de vocês, irmãos. Dom Murilo fez-nos lembrar da liturgia do último final de semana:
Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes. Também estes lhe perguntarão: - Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos? E ele responderá: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer. (Mateus 25, 42-45)

Vamos colocar em prática!
Faça um mutirão em sua diocese, em seu Grupo de Oração. Para doações de alimentos e roupas, o apelo se dirige mais às comunidades do Estado de Santa Catarina, para que sejam, de imediato, encaminhadas para a Defesa Civil do município ou postos de coletas.


Doações em dinheiro, de qualquer parte do Brasil, podem ser feitas utilizando as contas bancárias a seguir:

FLORIANÓPOLIS: Banco do Brasil, agência 3174-7, conta 17611-7, em nome de Ação Social Arquidiocesana/Flagelados SC 2008. Mais informações: (48) 3224.8776 ou pelo e-mail asa@arquifln.org.br


JOINVILLE:Banco BESC, agência 014, c/c 130.786- 2. A campanha é promovida pela Associação Diocesana de Promoção Social. Mais informações: (47) 3451.3715/3716 ou pelo e-mail adipros@diocesejlle.com.br


BLUMENAU: Banco Itaú Agencia 6407 c/c 07004-1 Cáritas - Diocese de Blumenau emergencia". Mais informações: (47) 3323.6952 ou 3322.4435 (cúria) ou pelo e-mail dioceseblumenau@terra.com.br

Nós de Santa Catarina agradecemos sua ajuda, seja material, sejam com suas orações.
Que Maria interceda ao Pai para as águas baixarem.

Pedro Manoel da Silva
Coordenador Estadual da RCC-SC

3 de dez de 2008

Floresça onde Deus te plantou!


Conta-se que um rei foi certa manhã ao seu jardim e encontrou as plantas murchando e morrendo. Perguntou ao carvalho que ficava junto ao portão o que significava aquilo.
Descobriu que a árvore estava cansada de viver porque não era alta e elegante como o pinheiro.
O pinheiro, por sua vez, estava desconsolado porque não produzia uvas como a videira.
A videira ia desistir da vida porque não podia ficar ereta e nem produzir frutos delicados como o pessegueiro.
O gerânio estava agastado porque não era alto e cheiroso como o lírio. O mesmo acontecia com todo o jardim.
Chegando-se ao amor-perfeito, encontrou sua corola brilhante e erguida alegremente como sempre.
- "Muito bem meu amor-perfeito, alegro-me de encontrar no meio de tanto desânimo uma florzinha corajosa e feliz. Você não parece nem um pouco desanimado".
- "Não, não estou! Eu não sou de muita importância, não sou grande nem forte, não tenho beleza ou perfume, mas apenas achei que se no meu lugar nosso Deus quisesse um enorme carvalho, um pinheiro, um pessegueiro ou um lírio, Ele teria plantado um deles; Mas sabendo que o Senhor Deus queria um amor-perfeito, estou resolvido a ser o melhor amor-perfeito que posso".

Nosso maior erro é querer ser como os outros.

Floresça onde você está plantado. Saiba que seja qual for a situação, circunstância, a condição ou o lugar em que se encontre, com a ajuda de Deus você pode se transformar em um lindo jardim.
Você começara a florescer desde o momento em que creia com fé que Deus não cometeu engano quando o pôs onde você está!


História do nascimento de Jesus para colorir